segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

CINECLUBE PARATY AVALIA CINEMA ITINERANTE


O Cineclube Paraty avalia, na palavra de seu diretor geral André Goés, o projeto Cinema Itinerante -1a. Itinerância em Paraty, em parceria com o Cine Bus, dentro do ano da França no Brasil.


Sete localidades do município de Paraty atendidas, totalizando platéia de 1.400 pessoas; 4 filmes em película projetados em imenso telão inflável; grande troca de experiências entre instituições brasileiras e francesas : este é o resultado do primeiro grande projeto de Cinema Itinerante, realizado em parceria pelo Cineclube Paraty, pelo Cinebus e pela Associação Eloisa e com o apoio fundamental da Prefeitura Municipal de Paraty. Um resultado bastante positivo e satisfatório para todos nós, que deixa a sensação de ‘quero mais’, incentivando-nos a unir esforços para continuar no próximo ano, de forma mais abrangente.
Destaco ainda o envolvimento prévio e durante as sessões de cinema dos dirigentes das associações de moradores das localidades contempladas; um dos fatores responsáveis pelo sucesso do projeto.
Gostaria de agradecer muito o apoio das instituições francesas que possibilitaram a vinda dos equipamentos e da equipe de profissionais daquele país : Consulado da França no Brasil, Cinefrance, Mk2, Cultures France, Rhône Alpes e CNC. Igualmente agradecemos o apoio da Rádio Nova FM de Paraty, assim como toda a divulgação feita pela mídia.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Cinema Itinerante: fotos da 1a semana

Novembro/2009

dia 21 - Ponte Branca (campo de futebol)
abertura: apresentação de maracatu (Palmeira Imperial de Paraty)

filmes: O Rei e o Pássaro, Microcosmos




dia 18 - Graúna (campo de futebol)
filmes: O Garoto (Chaplin), Ilha das Flores, Microcosmos




dia 16 - São Gonçalo (campo de futebol)*
filmes: O Rei e o Pássaro, Microcosmos
*realizado dia 17 na EM. Marechal Santos Dias por causa das chuvas





dia 14 - Ilha das Cobras (quadra coberta)
filmes: O Garoto (Chaplin), Ilha das Flores, Microcosmos


sexta-feira, 20 de novembro de 2009

IMPRENSA II: CINEMA ITINERANTE NO ÂMBITO DO ANO DA FRANÇA NO BRASIL


Projeto franco-brasileiro leva cinema
para comunidades carentes em Paraty‏



Evento do Ano da França no Brasil faz sete apresentações em bairros carentes da cidadeApós passagens de sucesso em Ilha das Cobras, São Gonçalo e Graúna, a comunidade do bairro da Ponte Branca, em Paraty (RJ) será mais uma a ser visitada, no dia 21 de outubro, pelo projeto franco-brasileiro Cinema Itinerante. O evento, que integra as celebrações oficiais do Ano da França no Brasil, é uma co-realização entre as ONGs Cineclube Paraty e o Cine Bus, que tem como objetivo levar o cinema às periferias da cidade histórica da região sul fluminense.
O projeto, inaugurado no dia 14 de novembro e com duração até 27 de novembro, passará por sete comunidades paratienses onde uma grande parte de suas populações nunca teve a oportunidade de assistir a um filme em tela grande. Para isso, foi trazido da França uma tela inflável de 12 x 8 metros e um pequeno projetor portátil de 35 mm com uma lâmpada de 2.600 watts, transportado em um caminhão de baú pequeno.
Em cada apresentação, são exibidos três filmes de uma seleção de quatro: “O Garoto” (The Kid), de Charles Chaplin, o curta-metragem brasileiro “Ilha das Flores”, de Jorge Furtado, o francês “Microcosmos – Fantástica Aventura da Natureza” (Le Peuple de l’herbe), de Claude Nuridsany, e “O Rei e o Pássaro” (Le Roi et l’Oiseau), de Paul Grimault.A primeira apresentação foi na comunidade de Ilha das Cobras, e Chaplin prendeu a atenção dos espectadores, a maior parte de crianças, que lotaram a quadra coberta reservada ao espetáculo.
Após Ponte Branca, o Cinema Itinerante ainda se apresentará nos bairros de Corisco (23 de novembro), Patrimônio (25 de novembro) e Trindade (27 de novembro).Bernardete Passos, membro do Conselho do Cineclube Paraty, explicou que o projeto nasceu da admiração de sua associação pelo trabalho do Cine Bus, e pelo desejo de ter uma estrutura semelhante na cidade, que só conta com uma sala uma vez por semana – na Casa da Cultura, localizada no Centro Histórico. “Nossas duas ONGs nutrem uma forte amizade e conseguimos viabilizar a vinda deles graças ao Ano da França no Brasil. Trazer cinema com tela grande e filmes de qualidade em Paraty é novidade, mais ainda por ser nos bairros. Sem o apoio do Ano da França no Brasil, esse evento não aconteceria”, afirmou.O diretor-geral do Cineclube Paraty, André Góes, explicou que desde o início da fundação da ONG o objetivo era levar o cinema a locais que nunca tiveram possibilidade de acesso. “Através da parceria com o Cine Bus e com o contexto do Ano da França no Brasil conseguimos colocar esse sonho em prática. O cinema tem o poder de tocar e emocionar as pessoas. Queira ou não, ele te faz refletir sobre a vida. Se bem utilizado, é um grande instrumento pedagógico de transformação”, disse Góes.Por sua vez, o representante do Cine Bus, Bernard Seyssel, que comandava as projeções, explicou que esta é a primeira vez que o Cine Bus realiza um projeto fora da França. “Começamos há 25 anos da mesma maneira que o Cineclube Paraty, o que nos sensibilizou muito a participar. Hoje somos uma federação de 35 cidades centradas na região Ródano-Alpes e exibimos filmes em todas as partes do ano. Para nós, estar em Paraty é uma grande aventura e fizemos questão de trazer parte da estrutura para cá, usar nosso equipamento e experiência. O som foi comprado aqui e ficará com o CineClube”, disse Seyssel, que espera voltar logo ao Brasil para repetir a experiência.O responsável pela ponte que intermediou as negociações entre as duas ONGs foi o francês David Chaigne, representante associação Eloisa de Mediações Culturais. Segundo ele, a amizade foi uma palavra-chave para conseguir concretizar o projeto. “Conheço membros das duas associações e há tempos já se cogitava essa parceria. Em 2008, vi que isso era viável graças à oportunidade do Ano da França no Brasil. Não foi fácil, pois precisamos trazer o equipamento da França, uma estrutura grande e onerosa. Tomara que estejamos instigando em alguns desses meninos a vontade de, quem sabe um dia, montar um cineclube”.O sargento do Corpo de Bombeiros e líder comunitário da Ilha das Cobras Hubert da Silva, ressaltou a importância do evento para a população local. “Esse evento em nossa comunidade é muito importante, pois nos traz lazer e alegria. Aqui somos muito carentes nesses aspectos. Quem quer assistir ao cinema só tem uma opção no centro histórico bem de vez em quando. Outra solução é viajar para Ubatuba ou Angra dos Reis, cidades mais próximas”, afirmou.Cinema Itinerante foi realizado pela Prefeitura de Paraty, Cineclube Paraty, Cinebus e Eloisa –Associação de Mediações Culturais. Contou com o apoio de Culturesfrance, Cine Cinemateca, MK2, CNC (Centre National du Cinéma et de l’Image Animée), região Ródano-Alpes, Governo Federal do Brasil e República Francesa.Os patrocinadores do Ano da França no Brasil (http://anodafrancanobrasil.cultura.gov.br/) são: Comitê de patrocinadores franceses:Accor, Air France, Alstom, Areva, Caixa Seguros, CNP Assurance, Câmara de Comércio França-Brasil, Dassault, DCNS, EADS, GDF SUEZ, Lafarge, PSAPeugeot Citroën, Renault, Saint-Gobain, Safran, Thales, Vallourec.Patrocinadores brasileiros:Banco Fidis, Banco Itaú, Bradesco, BNDES, Caixa Econômica Federal, Centro Cultural Banco do Brasil, Correios, Eletrobrás, Fiat, Gol, Grupo Pão de Açúcar, Infraero, Oi, Petrobras, Santander, Serpro. Parceria: Ministério da Cultura, Ministério das Relações Exteriores, TV5Monde, Ubifrance, Aliança Francesa, CulturesFrance, TV Brasil, SESC, SESC SP. Realização:Governo Federal do Brasil e República Francesa Informações para jornalistas:Assessoria do Ano da França no Brasil:
Entrelinhas ComunicaçãoContatos:
(11) 3066-7700 e
franca.br2009@entrelinhas.net
As fotos também estão disponíveis em http://www.flickr.com/photos/francabr2009/
e os vídeos, em
http://www.youtube.com/francabr2009

sábado, 14 de novembro de 2009

CINEMA ITINERANTE: COLETIVA COM A IMPRENSA


Coletiva com a imprensa no dia 11 de novembro, as 16h00 no Café da Casa da Cultura.

André Goes (Cineclube Paraty),
David Chaigne e Bernard Seyssel (Cine Bus)

Bernard Seyssel fala para jornalistas

Abraço do Cineclube Paraty


Camiseta: um presente do
Cineclube Paraty ao Cine Bus



Este evento contou com os apoios culturais:
Casa da Cultura de Paraty
Café da Casa

Fotos e Divulgação
Lauro Monteiro

CINEMA ITINERANTE NO ÂMBITO DO ANO DA FRANÇA NO BRASIL

PARATY RECEBE CINEMA ITINERANTE FRANÇA.BR
Projeção 35 mm:
cabine de projeção fica dentro
de um caminhão baú

Tela Gigante: tela inflável montada ao ar livre ,
confeccionada em material especial.




O cinema se define não somente como expressão artística e elemento de desenvolvimento pessoal, mas também como parte de uma cultura popular, acessível a todos. Acreditando nisso, o Cineclube Paraty-Brasil em parceria com o Cine Bus-França e a Prefeitura de Paraty organizam a primeira edição do projeto “CINEMA ITINERANTE” em Paraty, que acontece entre os dias 14 e 27 de novembro.

O projeto e a primeira itinerância

O projeto CINEMA ITINERANTE em Paraty, tem como objetivo levar o cinema, às comunidades que vivem nos bairros periféricos da cidade, onde seus moradores, devido ao isolamento cultural ou geográfico, nunca tiveram a oportunidade de assistir a um filme em tela grande.
Integrando os eventos comemorativos do Ano da França no Brasil, o projeto propõe organizar duas semanas de cinema itinerante: cinema se define não somente como expressão artística e elemento de desenvolvimento pessoal, mas também como parte de uma cultura popular, acessível a todos.
O itinerário será percorrido à bordo de um veículo, a partir do qual um projetor de 35mm, e não um simples projetor, projetará em uma tela inflável gigante (12 x 8 metros) filmes capazes de fazer o maior número de pessoas possível descobrir a magia da sétima arte. Durante este percurso, quadras, campos de futebol e praias das localidades alcançadas pelo CINEMA ITINERANTE se transformarão assim, em grandes salas de cinema ao ar livre, capazes de acolher até 700 pessoas.


Cineclube Paraty-Brasil e Cine Bus-França :irmanados pela arte do cinema

A possibilidade de desenvolvimento deste ambicioso projeto em Paraty só foi possível dado à seriedade e determinação com que esses dois grupos têm trabalhado com o cinema. É evidente que sem as parcerias e apoios governamentais esse projeto, por si só, não ganharia a extensão ousada da proposta.

CINECLUBE PARATY – Brasil

O projeto Cineclube Paraty surgiu em 2006 com a finalidade de se criar um espaço para que a população da cidade histórica - há mais ou menos 40 anos sem uma sala de cinema - não só pudesse assistir a algumas das melhores produções do cinema mundial como também participar de debates sobre os filmes e oficinas de criação.
Hoje, o Cineclube Paraty é uma Organização Não-Governamental, sem fins comerciais, com titulação de Utilidade Pública, cujo objetivo principal é o desenvolvimento e o aprimoramento da apreciação técnica, artística e histórica da obra cinematográfica.
Com parcerias fixas da Casa da Cultura de Paraty e do Instituto Histórico e Artístico de Paraty (IHAP) e ocasionais da Associação Casa Azul e de algumas secretarias municipais, prestes a completar três anos de atividades, o Cineclube Paraty já exibiu cerca de 160 filmes em 130 sessões. Inclui-se aqui os filmes dedicados às crianças de Paraty : é o projeto Cineclubinho que realiza sessões quinzenais, agendadas com as escolas da cidade.

Para André Góes, diretor geral do Cineclube Paraty, “Neste momento, sinto-me bastante honrado e privilegiado em dirigir esta instituição que vem crescendo e adquirindo credibilidade que ultrapassa agora os limites nacionais. Prova disto são as grandes parcerias que estabelecemos para realizarmos o projeto de Cinema Itinerante em Paraty, evento que integra oficialmente as comemorações do Ano da França no Brasil. Primeiro unimos nossas forças com duas instituições francesas e depois obtivemos o apoio fundamental da Prefeitura Municipal de Paraty, mais especificamente da Secretaria de Turismo e Cultura. Somando-se a esta forte estrutura de parceiros o apoio cultural de vários órgãos oficiais brasileiros e franceses, estamos prontos para iniciar no dia 14 de novembro este projeto que levará o cinema à comunidades paratienses que pouco ou nunca têm acesso à sétima arte. Podemos chamar este projeto de piloto – um grande piloto ! – pois já iniciamos as negociações com a SecTur de Paraty para darmos continuidade a este projeto, de forma mais abrangente, durante todo o ano de 2010”.



CINEBUS – França

Criada em 1983, a Associação CINEBUS é um agrupamento de associações de 35 municípios rurais da regioa de Haute-Savoie (França), que oferece aos seus habitantes o acesso a um cinema original, inovador e de qualidade.
A Associação CINEBUS realizou nos últimos três anos mais de 200 projeções ao ar livre, com material de alta performance em tela inflável, organizadas em dois circuitos itinerantes, no interior da França.
Segundo David Chaigne, “ ...em 2004, quando de sua primeira viagem ao Brasil, meu amigo Bernard Seyssel, que há mais de dez anos trabalha com cinema itinerante na França, emitiu a idéia de organizar um circuito de cinema itinerante no Brasil. Durante anos, essa idéia não passou de um sonho que não conseguíamos pôr em prática, principalmente por falta de tempo e em função da distância, eu no Brasil e o Bernard na França. Em 2008, fui morar em Paraty e começei a freqüentar o Cineclube da cidade. Daí nasceram amizades e, logo, a Associação de Medições Culturais Eloisa, em que atuo com Bernard Seyssel, permitiu estabelecer uma ponte entre a Cinebus, uma associação de cinema itinerante francesa, e o Cineclube Paraty.
No quadro do Ano da França no Brasil, a Cinebus disponilizaria o seu material e savoir-faire para que o Cineclube Paraty possa organizar um festival de cinema itinerante nas comunidades do município de Paraty.
Para tornar possível essa aventura, contamos com a preciosa ajuda de um casal de amigo radicado na Itália, Sharon e Bartolo, que acompanharam o processo de captação de recursos na França, principalmente para providenciar o transporte do material e a obtenção dos filmes e dos direitos correlatos. No Brasil, foi o Cineclube Paraty quem conseguiu o apoio da prefeitura para garantir a logística do projeto no Brasil.
A associação Eloisa. que represento junto com Bernard Seyssel, sempre acreditou na necessidade de alastrar a difusão cultural a todos o níveis da sociedade, no intuito de tornar a cultura e todos seus meios de difusão um bem compartilhado por todos, e não somente por uma elite privilegiada e uma forte rede de interesses particulares e comerciais. Parece-nos ter encontrado no Cineclube uma rede de pessoas também preocupadas em compartilhar seus conhecimentos e seu tempo, para que a circulação das idéias e das culturas possa sair dos limites impostos pelo peso da divisão social e das estruturas hierárquicas de nossas sociedades. Essa primeira edição, que conta com recursos limitados, é fruto da colaboração de cada uma das pessoas envolvidas. Depois dessa estréia, avaliaremos a possibilidade de continuar essa colaboração e de organizar futuras edições, dessa vez fora do quadro do Ano da França, o que também significa que outros recursos deverão ser buscados.’



Programação do Cinema Itinerante


de 14 a 27 de novembro de 2009

Dia 14 - ILHA DAS COBRAS (quadra coberta)
Filmes: O Garoto, Ilha das Flores e Microcosmos

Dia 16 - SÃO GONÇALO (campo de futebol)
filmes: O Rei e o Pássaro e Microcosmos

Dia 18 - GRAÚNA (campo de futebol)
filmes: O Garoto, Ilha das Flores e Microcosmos

Dia 21 - PONTE BRANCA (campo de futebol)
filmes: O Rei e o Pássaro e Microcosmos

Dia 23 - CORISCO (campo de futebol)
filmes: O Garoto, Ilha das Flores e Microcosmos

Dia 25 - PATRIMÔNIO (campo de futebol)
filmes: O Rei e o Pássaro e Microcosmos

Dia 27 - TRINDADE
filmes: O Garoto, Ilha das Flores e Microcosmos



Realização:

Cineclube Paraty
Cine Bus
Prefeitura Municipal de Paraty
Secretaria de Turismo e Cultura de Paraty
ELOISA - Association de Mèdiations Culturelles

Apoio Cultural:

Governo Federal do Brasil
Ministério da Cultura
República Francesa
CulturesFrance
Cinemateca da Embaixada da França
Region Rhône Alpes
CNC

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

SESSÃO ESPECIAL - LITERATURA E CINEMA: POESIAS DO PARATYENSE FLÁVIO ARAUJO


Um formato diferente na sessão do dia 11 de novembro que reuniu poesia entrevista e cinema: sucesso total!

Poeta Flávio de Araújo

Andre Goes apresenta a sessão especial

Flavio de Araújo, Ovidio Poli Júnior e André Goes

Cláudia Ferraz, Lauro Monteiro e Flavio de Araujo


Entrevista


Após o bate papo com o poeta Flávio Araújo o cineclube exibiu o filme "Só 10% é Mentira ",uma cinebiografia do poeta Manoel de Barros, com direção de Pedro Cezar.


Debate com a presença do Caio, estudioso e fã do poeta
Manoel de Barros

Público presente

terça-feira, 3 de novembro de 2009

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Programação de Outubro -2009


No mês de Outubro o Cineclube Paraty se muda para a Ponte Branca

Programação Especial

Parceiros importantes :

IHAP - Centro Cultural Filipe Michelini

Associação dos Moradores e Amigos da Ponte Branca - Plural

Entrada da Sessão no Centro Cultural Filipe Michelini,

no Bairro da Ponte Branca






Público presente






Sorteio de Camisetas do
Cineclube Paraty


quinta-feira, 17 de setembro de 2009

APLAUSOS PARA O CINECLUBE PARATY




Apenas quinze dias após receber Moção de Aplausos, os trabalhos do Cineclube Paraty foram reconhecidos como de Utilidade Pública pela Câmara de Vereadores de Paraty.
A ONG Cineclube Paraty, atuante no município há quase três anos, exibindo filmes semanalmente na Casa da Cultura, solicitou e o legislativo municipal aprovou. O assunto entrou na pauta de três sessões consecutivas da Casa Legislativa, sendo enfim aprovado por unanimidade pelos vereadores e concedido o título no último dia 9 de setembro. Dirigentes, conselheiros e frequentadores do Cineclube Paraty se destacaram na plenária do salão nobre da Câmara nesse dia.
“O recebimento da Moção de Aplausos e do Título de Utilidade Pública, além de ser um reconhecimento oficial do trabalho que temos desenvolvido, significa também um estímulo à continuidade dos nossos projetos e ao planejamento de outros mais”, afirmou André Góes, diretor-geral do Cineclube Paraty.
Na prática, com este título, a instituição terá maiores oportunidades para se estruturar e expandir suas atividades como, por exemplo, realizar o tão sonhado projeto de levar a Sétima Arte às comunidades fora do perímetro urbano de Paraty. O título dá direito à ONG, entre outros benefícios, de solicitar sua inclusão no Orçamento Municipal de 2010 para recebimento de subvenção.
A entrega da moção e do título será feita – não poderia deixar de ser – quarta-feira, dia 16 de setembro, no auditório da Casa da Cultura, pelo vereador Isaques Merendaez Cordeiro.
O Cineclube Paraty tem contado com grandes apoios na cidade, como a Casa da Cultura de Paraty ( Associação Paraty Cultural), com o IHAP- Instituto Histórico e Artístico de Paraty e com a empresa Plural.




Vereador Isaques Merendaez Cordeiro, na tribuna e

com membros do Cineclube Paraty



Plenário na Camara Municipal de Paraty


André Goés, Diretor Geral do Cineclube Paraty e
Flávio, Assessor parlamentar do Vereador Isaques





Brinde em frente ao prédio da Camara Municipal:

Viva o Cineclube Paraty!!!




Presença dos amigos paulistanos Márcio e Ricardo



HOMENAGEM

Nesta data, onde o Cineclube Paraty recebe a Moção de Aplauso, prestamos uma
homenagem à Maria José Rameck - presidenta do IHAP



O Instituto Histórico e Artístico de Paraty tem sido um grande
parceiro do Cineclube Paraty nestes dois anos de atuação na cidade.



Moção de Aplausos ao Cineclube Paraty




PARABÉNS, Cineclubistas!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Fotos do II Escritores de Cinema

‘Roteiros de Cinema’ é tema de discussão na FLIP-Casa da Cultura

Olá amigos!

Confira as fotos do II Escritores de Cinema que aconteceu no auditório da Casa da Cultura de Paraty no dia 3 de julho durante a FLIP 2009.

Com a participação dos roteiristas brasileiros Aleksei Abib, Maria Camargo e Newton Cannito e do afegão, residente na França, Atiq Rahimi. Ubiratan Brasil, do jornal “O Estado de São Paulo”, fez a mediação do debate com o tema “Cinema Fora de Ordem (roteiros que vão além das fórmulas)”.

O encontro entre roteiristas é uma iniciativa do Cineclube Paraty e contou com a parceria da Associação Casa Azul, realizadora da FLIP, e do Consulado na França no Brasil.

Obs: Mais informações sobre o evento no post de 22/06/2009.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

terça-feira, 4 de agosto de 2009

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

ESTAMOS PARTICIPANDO DO IHAP




A Assembléia que instituiu a nova diretoria do IHAP- Instituto Histórico e Artístico de Paraty, no último dia 30 de junho de 2009, conta com dois membros do CINECLUBE PARATY: André Góes e Lauro Monteiro.



Maria José Rameck (presidente), Lauro Monteiro (vice-presidente) e
André Góes (Conselheiro)
Além de termos o IHAP como parceiro importantíssomo do Cinclube Paraty, estamos participando de sua diretoria.

CONFIRAM

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Fotos da Festa de 2 anos - Cineclube Paraty

Olá amigos!
O Cineclube Paraty agradece todos que torcem por nós.
Obrigado amigos cineclubistas, parceiros e visitantes da cidade.
Curtam agora a criatividade das fantasias que fizeram a festa um sucesso!
Um abraço.

Convidamos vocês para o II Encontro de Roteiristas, dia 03/jul/09 às 21h na Casa da Cultura. INGRESSOS LIMITADOS. Mais informações na postagem abaixo.


Fotos maiores no link:
http://www.slide.com/r/AB4QBRIfdz_jk7mPOZxRtc2K8dBMGfwb?previous_view=mscd_embedded_url&view=original

Obs: O "ninja" pede desculpas pelo atraso dessa postagem.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

II ESCRITORES DE CINEMA

‘Roteiros de Cinema’ é tema de discussão na FLIP-Casa da Cultura

Roteiristas renomados irão abordar o tema “Cinema Fora de Ordem (roteiros que vão além das fórmulas)”, durante a FLIP 2009.
O II Escritores de Cinema terá a participação dos roteiristas brasileiros Aleksei Abib, Maria Camargo e Newton Cannito e do afegão, residente na França, Atiq Rahimi. Ubiratan Brasil, do jornal “O Estado de São Paulo”, fará a mediação do debate.
O encontro entre roteiristas é uma iniciativa do Cineclube Paraty, organização não-governamental, sem fins comerciais, que atua no município de Parary há mais de dois anos.
A segunda edição acontecerá em parceria com a Associação Casa Azul, realizadora da FLIP, e com o Consulado na França no Brasil, no dia 3 de julho, às 21 horas, no auditório da Casa da Cultura de Paraty.
Em momento oportuno, questões atuais sobre a escrita no cinema, debatidas por profissionais da área, com a participação do público, irão novamente enriquecer esta importante Festa Literária em Paraty.

Para mais informações:
cineclube@paraty.com
http://www.flip.org.br/
http://www.autoresdecinema.com.br/blog/ , na categoria ESPECIAL (sobre o I Escritores de Cinema)
-----------------------------------------
ALEKSEI WROBEL ABIB
Roteirista e produtor, Aleksei é mestre em Lit. Brasileira e Alemã pela
Universidade Federal do Paraná (UFPR), e estudou Kafka na Universidade
Livre de Berlim (FUB). Foi responsável pela modalidade de Desenvolvimento
de Projetos do Programa Ibermedia, em Madrid, 2000, e desde 1996,
concentra suas atividades profissionais nas áreas de Roteiro
(criação/doctoring), Direção e Prod. Executiva, com diversos prêmios
nacionais e internacionais nestas áreas, e destaque para o filme “Via
Láctea”, que abriu a 46˚ Semaine Internationale de la Critique
(Mostra Internacional da Crítica) do Festival de Cinema de Cannes, 2007.
Roteiro (principais trabalhos)
Cinema
2007· Autor do roteiro, escrito a quatro mãos com a diretora Lina Chamie,
do filme “Via Láctea”: 46˚ Semaine Internationale de la Critique.
Festival de Cannes.·
Script-Doctor para o roteiro da co-produção internacional “Is The Sky
Really Falling?” Clear Sky Partners/02 Filmes. Script Doctor para o
roteiro da co-produção internacional "Rosa Morena" 02 Filmes.
2006 · Filme “Via Láctea”: prêmio Casa de América do projeto Cine en
Construcción 10, outorgado pelo Festival de San Sebastian (Esp).·
Script-Doctor para o roteiro da co-produção internacional “A Flower in
Brazil”, 02 Filmes.
2005 - Roteiro para longa-metragem “Via Láctea”: Prêmio Estadual (SP) para
Produção de Longa-metragem.
2004 - Roteiro do filme “Infinitamente Maio” (35 mm, 19’): prêmios de
melhor roteiro nos Festivais de Miami, Fortaleza, e Maranhão.
2003 - Roteiro para longa-metragem “Via Láctea”: prêmio da Fundación
Carolina, Programa Ibermedia e Casa de América, na Espanha, para o apoio
ao Desenvolvimento de Projetos Cinematográficos Iberoamericanos, com a
consultoria dos mais altos profissionais da América Latina e Península
Ibérica (Paz Alicia Garciadiego, Jorge Goldenberg, Senel Paz, Fernando
Castets, Belén Gopegui).
2001 - Roteiro do documentário “O Ateliê de Luzia” (Vídeo, 52’): prêmio da
Convocatória 2001 do programa Rumos Visuais Cinema - Itaú Cultural. No
mesmo ano co-escreveu o curta-metragem “O Encontro” (35 mm, 12’), para o
qual criou o idioma Cinemês, no qual o filme é falado. “O Encontro” teve
passagens por vários festivais em todo o país e no exterior, como Huelva,
Miami e Los Angeles, com destaque para os prêmios de melhor ator, atriz e
fotografia no Festival de Gramado, 2002.
1997 - O roteiro “Amor com Amor se Apaga” foi escolhido como um dos cinco
melhores do País, dentre os mais de 1380 participantes do concurso Dirija
o seu Talento, do Canal USA em colaboração com a New York Film Academy.
TV
2007· Roteirista da Série “Saúde Todo Dia”, Canal Futura. · Criação de
Argumento e Roteiro da série documental “Os Monges e o Exército
Encantado”, (3 episódios de 15 ´), RBS – Globo Sul.
2006 - Roteiro do doc. “Caro Mr. Müller”, (2 episódios de 15 ´), RBS –
Globo Sul. Seleção para o pitching internacional - MITV.
1996 - Equipe de dramaturgos da CNT, em Curitiba, seriado policial
nacional “Pista Dupla”.
Prod. Executiva
2000 - Programa Ibermedia, em Madrid - Responsável pela modalidade de
Desenvolvimento de Projetos.
Direção
Escreveu e dirigiu o vídeo digital “Brasil Maravilha” (DV, 1 min) premiado
como Melhor Vídeo Experimental no Festival Guarnice 99, São Luís, e
selecionado para a mostra multimídia D. art 99 - Sydney Film Festival,
Austrália como único representante da América Latina. “Brasil Maravilha”
participou de dezenas de festivais e mostras digitais em todo o mundo,
dentre os quais se destacam as seleções no International Film Festival de
Rotterdam (Holanda), 2000, Victoria Film Festival (Canadá),
Interfilms-Berlim (Alemanha), e nas mostras digitais L. A. Freewaves
Festival-7th Celebration of Experimental Media Arts (Estados Unidos), Ben
Maltz Gallery at Otis College of Art and Design (Estados Unidos),
Eurounderground (Web Internacional), e Festival Brasil Digital/ Categoria
E-cinema, (Web Brasil), 2000, entre outros.
Assist. de Direção-Produção(principais trabalhos)
2004 - O filme “Infinitamente Maio” (35 mm, 19’): Prêmio Aquisição Canal
Brasil no Festival de Recife. 2003 - O filme “Infinitamente Maio” (35 mm,
19’) recebeu o Prêmio da ABD-Festival Internacional de Curtas-metragens de
São Paulo, e melhor filme de ficção no Festival de Curitiba. 2001 –
Assist. de direção do curta-metragem “O Encontro” (35 mm, 12’).
1999 - Produção executiva do filme multimídia “O Medo e seu Contrário”
(Vídeo, 24’), com estréia no Fest. Pontino, Itália, sendo um dos três
trabalhos paranaenses selecionados para a mostra nacional Itaú Cultural,
2000. Prêmios de melhor fotografia e melhor vídeo no Festcine Vídeo de
Curitiba, 2001.
---------------------------------------------------
MARIA CAMARGO é roteirista de cinema e televisão. Selecionada na Oficina
de Dramaturgia da TV Globo em 1998, roteirizou para a emissora, entre
outros, os programas Linha Direta, Carga Pesada e Sítio do Pica-pau
Amarelo, baseado na obra de Monteiro Lobato. Escreveu também diversos
programas para o Canal Futura, TV Escola e People & Arts (série
"Biografias").
Em 2004, seu roteiro "O melhor amigo do Homem" foi selecionado no concurso
Cidade dos Homens, promovido pela O2 Filmes. No mesmo ano, trabalhou com o
diretor Vicente Amorim na roteirização do longa-metragem "Noite dos
Vaga-lumes", selecionado para o 1º Laboratório SESC Rio de Roteiros
Infantis. Foi novamente selecionada para o Laboratório SESC em 2007, com o
roteiro “A Mergulhadora”, sobre a vida da psiquiatra Nise da Silveira.
Em 2008, voltou ao laboratório como consultora. Atualmente é roteirista do
programa Por Toda Minha Vida (TV Globo), onde escreveu as biografias de
Renato Russo, Tim Maia, Mamonas Assassinas e Chacrinha; roteiriza o
próximo filme de Miguel Faria Jr. e dirige o documentário “Se meu pai
fosse de pedra” e o curta "O Coração às vezes pára de bater". Também ministra aulas de roteiro na Escola de Cinema Darcy Ribeiro e prepara-se para lançar, em 2009, o livro infanto-juvenil
“O medo e o mar”, pela editora Companhia das Letras.
-----------------------------------------
NEWTON CANNITO
Formação: Graduado em cinema pela USP. Mestre em televisão pela USP.
Principais Trabalhos: Cinema: "Quanto Vale ou é por Quilo?", Direção de
Sergio Bianchi (2005) "O mistério da Estrada de Sintra", co-produção
Brasil Portugal. Direção: Jorge Paixão da Costa (2006) "Broder", Direção
de Jéferson De. Em produção, lançamento em 2008 Televisão "Cidade dos
Homens", série Globo/ 02 filmes. Atuou como roteirista dos episódios da
terceira temporada. 2005 "Alerta Vermelho", série FOX/Moonshot. Criou a
série e roteirizou os quatro episódios da primeira temporada. Lançamento
em 2008. Documentários: Violência S.A. TV Cultura, Premio doctv, vídeo 54
minutos. Fez roteiro e direção ao lado de Eduardo benaim e Jorge Saad
Jafet. 2005 Jesus no Mundo Maravilha Premio DocTV Ibero America, vídeo, 54
minutos. 2007 Fez Roteiro e Direção Publicações Autor do livro Manual de
Roteiro Editora Conrad, 2004. Escrito com Leandro Saraiva.

segunda-feira, 1 de junho de 2009